skip to Main Content
Características, Tipo E Detalhes: Conheça Mais Sobre O Papel Couchê

Características, tipo e detalhes: conheça mais sobre o papel couchê

Papéis para impressão se apresentam de várias formas e tamanhos, alguns sendo produzidos com materiais diferentes para funções específicas. Temos diversos tipos de papéis disponíveis, mas para quem quer um material com superfície lisa e uniforme para imprimir com a melhor qualidade possível, deverá optar pelo papel couchê – do francês ‘coucher’, que significa camada.

Desenvolvido em meados do século XIX, este modelo é amplamente utilizado na indústria gráfica pela qualidade superior ao de papéis semelhantes. Pensando nisto, a Nova Brasileira, com mais de 50 anos no mercado gráfico, traz tudo o que você precisa saber sobre o papel couchê.

Características

O primeiro ponto é identificar as características do papel couchê. Sua constituição parte de um papel offset (ou, popularmente conhecido, sulfite), revestido por carbonato de cálcio e látex, além de outros componentes que dão a uniformidade e deixam sua superfície lisa, sem perder o brilho do branco – que só é possível após o processo com os elementos descritos. Ele conta com poucos poros, o que permite que a tinta não seja absorvida em todas camadas como seria num offset normal, dando as características de qualidade de impressão que já conhecemos do couchê.

Tipos de papel

Para caracterizar o papel couchê precisamos dividir em duas etapas: o L1, L2 e matte, além do fosco ou brilho. Os primeiros três termos se referem a quantidade de revestimento que dará o brilho ao papel: o L1 fará o processo em apenas uma das faces; o L2 será brilhante nos dois lados do material; e o matte servirá para tirar um pouco do brilho das duas faces, quando utilizado para determinados tipos de impressão.

Já na sua aparência ele comumente é encontrado no formato papel couchê fosco, que contribui para destacar os elementos impressos sob a luz, não gerando aquelas conhecidas faixas luminosas que nos impedem de ler o que está escrito na impressão. Já o papel couchê brilho é mais sofisticado (do ponto de visto visual), pois reflete a luminosidade – pode atrapalhar a leitura, mas seu design e apresentação estão entre os melhores do mercado.

Outros detalhes do papel couchê

O papel couchê é amplamente utilizado na indústria gráfica principalmente para a impressão de panfletos, flyers, cartazes, materiais promocionais, calendários, cartões de visita, entre várias possibilidades, é um papel convencional de qualidade superior e é ideal para divulgação de produtos, serviços ou informações, pois é mais resistente que seu ‘coirmão’ e ainda abre mais possibilidades de impressão.

Também é preciso ficar atento ao momento de imprimir: utilizar de impressoras convencionais de uso pessoal pode estragar o couchê e ainda obter uma qualidade muito abaixo que encontrada em gráficas. Por isso, ao buscar imprimir seu material, escolha empresas que tenham os equipamentos adequados para a sua necessidade – como a Nova Brasileira, gráfica de grande porte que há mais de 50 anos conta com ampla experiência no mercado gráfico. Para sua impressão em papel couchê com qualidade e procedência de quem você pode confiar, visite o site da Nova Brasileira e solicite um orçamento.


Para entender mais sobre as características do papel, leia:

4 características do papel que influenciam na qualidade da impressão

 

 

Back To Top